Capelo Rego – A família Low-Tech

 

image

A Microsoft Portugal arrancou com o projecto “Família High-Tech Microsoft” com o objectivo de promover toda a sua linha de produtos. A primeira família a ser convidada foi a família Pitta Gouveia para uma nova aventura high-tech que irá assim testar de forma orientada as novas e futuras tecnologias, protagonizando um processo de aceleração tecnológica com vista a medir o impacto das novas tecnologias na sua dinâmica familiar.

Os Pitta Gouveia são a família modelo que irá partilhar com as demais famílias a sua experiência, bem como algumas dicas e conselhos para que outras famílias possam tirar o melhor partido de muitas das tecnologias que já se encontram nos agregados familiares e que nem sempre são exploradas em todo o seu potencial, e ainda dar a conhecer outras tecnologias, muitas das quais disponíveis de forma gratuita.

[fonte]

Sinceramente, não sabemos onde é que a Microsoft estava com a cabecinha para entender que os Pitta Gouveia são uma família modelo portuguesa. Porque pensamos que essa família está longe de representar a tipicidade portuga, conseguimos encontrar os Capelo Rego, que entendemos serem merecedores da distinção da Microsoft, nem que lhe tenha que chamar de Família Low-Tech.

Fica aqui o retrato muito resumido dos Capelo Rego:

Nélinha Pitoca Capelo Rego - Nasceu em 1968, filha de pai incógnito embora se suspeite que fosse o Octáviano, dono da Casa de Pasto "O Rei das Muelas".
Completou a 4ª classe, com muita dificuldade pois até gostava das contas de subtrair mas as de multiplicar e de dividir eram complicadas. Aos 14 anos foi trabalhar para uma fábrica de calçado onde se especializou a aplicar cola nas palmilhas de botas de caçador. Aos 15 abortou mas aos 19 já estava casada a e com um filho nos braços, aos 22, com dois filhos nos braços, aos 24 com três filhos, mas já não os podia ter nos braços e por aí fora até aos cinco filhos incluindo um mulatinho que o marido desconfia não ser dele mas não fez granel porque o subsídio de parto, aleitação e o abono sempre dava uma massa a considerar.

Em 2009 entrou no Programa Novas Oportunidades. Ainda não sabe fazer contas de multiplicar e de dividir mas contou a história da sua vida e disseram-lhe que agora já tem o 9º ano e pode concorrer a concursos para empregada de limpeza ou auxiliar de cantoneiro. Deram-lhe um computador portátil. Ainda deve algumas prestações da internet mas já não dispensa estas novas tecnologias e até se inscreveu no Fórum "O nosso casamento" onde se faz passar por rapariga casadoira a dar palpites sobre quintas, copos-de-água, lua-de-mel nas Caraíbas. Também tem um blog onde, num registo porno-erótico conta o dia-a-dia da sua vida de solteira com o pseudónimo "Pititi".
Actualmente vive num T3 num edifício de Habitação Social e recebe o Rendimento Mínimo e quando não está de volta do computador, cuida mais ou menos dos filhos.

Brazelino "Mãozinhas" Capelo Rego - Nasceu em 1966, no seio de uma família numerosa e carenciada. Fez a 3ª classe  à rasquinha mas em 2009, junto com a Nelinha Pitoca contou a história da sua vida, calculou a área de um quadrado e fez uma tabela no Excel com os gastos em tabaco e cerveja e lá lhe deram o 9º ano.
Actualmente, é verdade que tem orgulhosamente o 9º ano mas isso ainda não lhe abriu portas e continua desempregado depois de há quase 3 anos ter sido despedido por causas legalmente atendíveis na fábrica de vassouras onde trabalhava desde pequenino. Vive do Rendimento Mínimo e de alguns biscates que lhe vão aparecendo quando o cunhado tem fartura de trabalho de trolharia. O Brazelino adora as novas tecnologias. Mexer em computadores, telemóveis, máquinas de tabaco e frigoríficos é com ele.

A família Capelo Rego tem 5 filhos: O Brazelino, o Anastôncio, a Brízida, o Anacleto e a Zuleica, todos em idades escolares. São todos bem mal comportadinhos, incluindo o mulatinho, e têm capacidades de líderes e de dar cabo da paciência aos professores que deles já não fazem farinha. Na escola são temidos e conhecidos como o gang dos Rego. Gostam sobretudo da disciplina de tecnologias e não há quem os bata a dominar o telemóvel. São os reis das mensagens SMS e adoram experimentar os telemóveis e consolar-se com as consolas dos putos mais novos. Adoram desmontar e testar a resistência dos Magalhães.

Têm sido acusados de roubar ou de subtrair alguns desses aparelhos aos putos da escola, mas ainda nada foi provado. São todos espertos e não têm avançado mais no sucesso escolar porque a porradaa que vão dando aos professores e aos colegas não tem ajudado. Apesar disso são entusiastas das novas tecnologias e quando forem grandes querem seguir os passos do Bill Gaitas.

Toda a família Low-Tech ficaria satisfeita com a escolha da Microsoft e se isso acontecesse teriam a oportunidade de ter internet em condições e equipamentos à altura das suas capacidades. Fariam tudo para serem uma família exemplar para todas as famílias típicas portuguesas. A sua experiência e dinâmica diárias com as tecnologias da Microsoft poderiam ser frutuosas para o desenvolvimento do futuro de aplicações robustas, resistentes a pancada, quedas, impactos, infiltrações, etc.

Para além de tudo, até pelo facto dos Pitta Gouveia serem uns betinhos, fica aqui esta família bem mais genuina à consideração da Microsoft. Ao jeito do que diria o crítico culinário Auguste Gusteau ao rato Remy no Ratatouille: – Surpreenda-nos!

 

- Rui Santos Sá

Outros artigos:

tecnologia, informática, internet, programas, aplicativos, software, open source, programas livres, freeware, linux, windows, firefox, internet explorer, artigos, análises, notícias, autocad, cad, rotinas, rotinas lisp, lisp, autolisp, intellicad, vídeo, youtube, áudio, mp3, jpg, bmp, gif, pmg, gimp, inkscape, xn view, photofiltre, google, gmail, converter, conversores, editores, host, downloads, p2p, gexo, porntube, redtube, xnxx, mediacoder, 7zip, nvu, blender, programação, programar, php, perl, asp, html, xml, office, mysql, easyphp, gnu, gpl, c, c++, css, web design, tutorial, tutoriais, manual, how to, truques e dicas, truques, scribus, notepad++, pidgin, messenger, mac, mozilla, mplayer, wma, vorbis